Blog

abr 11

Emoções

O que são os seus pensamentos senão agitação de ansiedade intensa? O que são as suas emoções, os seus estados de animo, os seus sentimentos ? Só tumulto. As emoções não duram. É por isso que elas se chamam “emoções”. A palavra vem de “moção”, movimento. Até o homem mais triste do mundo sorri e até o homem que vive dando risada às vezes chora. É o normal de gente. Emoção é pureza. Num momento você está triste, no outro está feliz; agora está zangado, no outro doce e querido; noutro momento está cheio de amor, a seguir com ódio; a manhã estava bela, a noite está sombria. E segue assim. Já sentimentalismo é truque. O sentimentalismo é para manipulação e as lágrimas, falsas.

Não é correto que as emoções e os sentimentos vêm do coração. É só um jeito de falar… Tudo o que se pensa, imagina ou sente é conteúdo da mente. E a mente… mente quase sempre! O amor, o ódio, tudo, têm origem na mente. Dela vem a sua raiva — e as suas emoções ! A mente é uma ferramenta, um biocomputador com um sistema de memória. Já “coração”, significa o centro do nosso ser, não a bomba que leva o sangue. E a mente não é a consciência. A consciência – você aqui e agora – tendo conhecimento de tudo que você tem, é ampla, é infinita. Você só precisa de mais consciência (=aquilo que você agora conhece). Você não contém a consciência; a consciência contém você. Ela é maior do que nós. Quando a sua mente tiver parado de funcionar pela morte, a sua consciência permanecerá.

O amor causa transtorno porque é imenso e vem do inconsciente e você não sabe como lidar com ele e ele transborda. O inconsciente é maior do que o consciente, por isso causa impacto. E não se controla com a mente. É por isso que as pessoas têm medo das emoções, dos sentimentos. Elas os reprimem, têm medo de que eles provoquem um caos. Os sentimentos provocam, mas esse caos é ótimo. Por trás da mente está o eu verdadeiro, seu ser, que nunca vai a lugar nenhum. Ele está sempre com você.

É preciso ordem, mas é preciso caos também. Quando for preciso ordem, use a ordem; quando for o caos, deixe que o caos apareça. A pessoa completa é aquela que é capaz de usar ambos, que não deixa que a ordem ou o caos tornem-se um pesadelo. É necessário acreditar na vida em sua totalidade, nos dias e nas noites, nos dias ensolarados e nos dias chuvosos. Tudo na vida pode ser desfrutado.

A consciência é maravilha e se aprofunda. E não deve ser apagada. Tudo o que não pode ficar na consciência é mal,e tudo o que cresce na consciência é virtude. Ambos, virtude e mal, são feitos interiores. Existe uma testemunha em algum lugar dentro de você que pode ficar observando tudo: a mente, as emoções, as reações psicológicas. Essa testemunha é seu próprio e único ser. E essa testemunha é capaz de desfrutar tudo na vida…acredite!.. E viva feliz!

Dr. Octavio José de Almeida Lignelli

Agende agora sua terapia